A Polícia Civil do Espírito Santo divulgou os nomes dos 11 empresários, sendo 08 capixabas e 03 baianos, presos na “Operação Bavária”, desencadeada por policiais capixabas do  Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nurocc). O objetivo da ação que contou com a participação de 50 policiais foi desbaratar um esquema de fraudes fiscais no comércio de bebidas, principalmente cerveja, compradas na Bahia e revendidas de forma ilegal no estado do Espírito Santo. O esquema da suposta quadrilha consistiria em comprar cerveja com alíquota de impostos em valor menor na Bahia e revender o produto sem a emissão de nota no Espírito Santo. A ação ilícita já teria causado um prejuízo de R$ 27 milhões aos cofres públicos capixabas.
A operação surpresa ocorreu nos municípios capixabas de  Nova Venécia e São Mateus, e nas cidades baianas de  Teixeira de Freitas e Itamaraju.

E por volta das 20 horas desta (sexta-feira (16/03) o Núcleo de Repressão às Organizações Criminosas e à Corrupção (Nurocc), divulgou a relação completa dos presos, esses que foram encaminhados ao centro de triagem do Complexo Prisional de Viana. Todos já foram indiciados por crimes de sonegação fiscal, formação de quadrilha e crime contra a ordem tributária. O delegado Jordano Bruno Leite, responsável pelo caso, informou que a maioria confessou a prática da comercialização ilícita.


Confira os nomes dos empresários presos:

Em Nova Venécia foram presos: Aquimedes Pavani César, 39 anos, Arafick Pavani César, 42 anos, José Renato Piovezan, de 41 anos e João Marcos Firme, o Marquinho, de 35 anos de idade.

De São Mateus foram detidos: Rosimar Brandão dos Santos, 31 anos, Erivelto Casagrande, o 'Preto', 23 anos, Elder Júnior Casagrande, o 'Kelo', 22 anos e José Nelson Oliveira de Araújo, de 46 anos de idade. Como o internauta pode conferir a operação policial também atingiu em cheio dois integrantes da família Casagrande, essa que mantém um hipermercado na cidade de Teixeira de Freitas.

Da cidade de Itamaraju foi preso Daniel Pereira Nunes, de 33 anos e em Teixeira de Freitas está confirmada a informação inicial apurada com exclusividade. Foram realmente presos os irmãos Edislei Figueiredo da Cruz, o “Dinho Figueiredo”, de 31 anos e Wanderley Figueiredo da Cruz, de 38 anos de idade. "Dinho Figueiredo" é ex-vereador de Teixeira de Freitas.


Advogados da família Figueiredo

A Polícia Civil capixaba acaba de confirmar que os advogados dos empresários teixeirenses  Edislei e Wanderley estiveram no Nurocc no final da tarde desta sexta-feira (16/03) e disseram que vão se pronunciar após conhecerem melhor o processo.

0 COMENTARIOS:

 
Top